Clique aqui e conheça o novo projeto do Guarulhos Tem

Se gostou, curta!  

N�mero do televendas  (11) 2409-9155

Ver endere�o f�sico desta loja  Ver endereço

Se gostou, curta!  

Buscar

Clinica Odontologica/Dentista Clinica Ondotologica/Dentista
ATENDEMOS TODOS CONVENIOS ODONTOLOGICOS - imagem ampliadaATENDEMOS TODOS CONVENIOS ODONTOLOGICOS

ATENDEMOS TODOS CONVENIOS ODONTOLOGICOS
R$ consulte e frete grátis

Quantidade

GuarulhosTem 7648 pessoas viram esta oferta

  Descrição  

CLINICA MOOD - GUARULHOS

UNIDADE I

RUA JOÃO GONÇALVES, 130 CENTRO GUARULHOS

TEL. 2409-9155 / 2358-8889

E-MAIL. SORRIAMAIS@GMAIL.COM

Site : www.clinicamood.com.br

RT DRA. FERNANDA G. RODRIGUES CRO 9786

ATENDEMOS TODOS OS CONVENIOS ODONTOLOGICOS.

Veja relação em nosso site :https://clinicamood.com.br/home/convenios/

PERGUNTAS FREQUENTES

01) O que é Periodontia?

Periodontia é a ciência que estuda os tecidos que envolvem os dentes: gengiva, osso, ligamento periodontal e mucosa alveolar.

02) O que faz um periodontista?

O periodontista trata e previne as doenças da gengiva, do osso e outros tecidos que envolvem os dentes.

03) Que tipos de doenças podem afetar as gengivas?

A principal doença das gengivas é a gengivite. Existem muitas variações dessa doença, mas o sintoma principal é o sangramento ao utilizar escova e fio dental.

04) A gengivite é grave?

Na grande maioria dos casos, a cura da gengivite é fácil. Basta o paciente seguir as orientações do periodontista e realizar profilaxias (limpezas) periódicas (a cada 3, 4 ou 6 meses).

05) O que causa a gengivite?

A principal causa da gengivite é a presença de placa bacteriana aderida à superfície dos dentes.

06) Quais são as outras causas da gengivite?

- Algumas doenças, como a diabetes; - Síndromes de ordem hereditária, como a síndrome de Down; - Algumas medicações, como os anticonvulsivantes; - Alterações hormonais, como as que acontecem durante a gravidez e/ou menopausa; - Estados de convalescência, como nos pacientes com AIDS e leucemia; - Agressões físicas, como quando escovamos os dentes e gengivas com muita força; - Agressões químicas, por exemplo, pela ingestão de substâncias ácidas como refrigerantes e vinagre; - Doenças auto-imunes, como pênfigo e lúpus.

07) Minhas gengivas sangram quando eu uso o fio dental. Isso é gengivite?

Sim, e o primeiro passo é procurar o periodontista para que seja feito um diagnóstico correto. Enquanto isso, caso não tenha dor, continue escovando seus dentes e utilizando o fio dental da melhor forma possível.

08) O palito de dente pode substituir o uso do fio dental?

Não, pois o palito não proporciona remoção de placa bacteriana, além de causar lesões nos dentes e gengivas.

09) Fiz uma cirurgia e o dentista me prescreveu clorexidina (Periogard, Noplak e outros). Gostaria de saber: posso continuar utilizando esse enxaguatório?

A clorexidina provoca alguns efeitos colaterais, como manchamento dos dentes, alteração do paladar, sendo contra-indicado para uso contínuo.

10) Tenho 44 anos de idade, e comecei a sentir alguns dentes amolecendo. Isso é normal, já que estou ficando mais velho?

Não. Em primeiro lugar você deve procurar o periodontista com urgência. Em segundo lugar, as causas desse amolecimento não tem a ver com a idade, e sim com o fator genético e a presença de placa bacteriana.

11) O que é piorréia? Meus pais perderam todos os dentes por causa dessa doença. Será que eu também posso ter?

O termo piorréia não é mais utilizado, mas essa doença é hoje chamada de periodontite. Existe a possibilidade de que você venha a desenvolver esse problema, portanto a sua visita ao periodontista é fundamental para a prevenção do aparecimento desse mal.

12) Como saber se tenho periodontite (doença periodontal)?

Somente consultando o periodontista é que é possivel descobrir se você tem a doença, pois, na maioria dos casos não há sintomas aparentes e muito menos dor. Ao notar amolecimento dos dentes, provavelmente, é porque a doença já chegou a um estágio avançado, e as chances de sucesso do tratamento são muito menores

13) O que é plástica gengival?

É um tratamento cirúrgico realizado para melhorar um sorriso que mostre grande quantidade de gengiva.

14) Como é o tratamento de sensibilidade quando tomo coisas geladas?

O periodontista pode fazer a aplicação de dessensibilizantes e laser, além de enxerto de gengiva para cobrir retrações, que são pedaços da raiz do dente expostos ao meio bucal. Existe também a possibilidade de se cobrir essas retrações com resina (material restaurador da cor do dente).

15) Como remover manchas nos dentes?

Se as manchas forem externas, é possível removê-las através de profilaxia profissional, realizada por um periodontista.

16) Como faço para saber a forma correta de escovar meus dentes?

A melhor forma de aprender as técnicas de higiene bucal é com o periodontista, que vai lhe ensinar qual é o tamanho ideal de escova, de acordo com o tamanho de seus dentes e boca, além de treiná-lo para utilizar o fio dental com eficiência.

17) Escovar do jeito errado pode causar problemas?

Sim, e os problemas mais comuns são a gengivite (sangramento das gengivas), retrações(exposição da raiz do dente) e amolecimento dos dentes, que podem até se perder com o passar do tempo.

18) É verdade que todas as pessoas, com o passar da idade, vão perder seus dentes?

Não. Uma pessoa em idade avançada pode ter todos os seus 32 dentes na boca, se durante sua vida, ela tiver bons cuidados de higienização, escovando seus dentes e utilizando o fio dental 3 vezes ao dia e de forma correta. É claro que as visitas ao dentista devem ocorrer pelo menos 2 vezes ao ano, para realização de profilaxias, aplicação de flúor e orientações profissionais de higiene.

19) Por que o idoso costuma ter mais problemas na gengiva?

Normalmente porque há uma perda de coordenação motora, a escovação e o uso do fio dental se tornam mais difíceis, e há consequentemente um aumento e acúmulo de placa bacteriana (principal causadora da gengivite). É claro que, com o envelhecimento, as defesas do organismo são mais frágeis, e os idosos estão mais propensos a adquirir doenças.

20) Então as pessoas idosas devem frequentar o dentista normalmente?

Sim, e isso é importantíssimo, para que algumas dificuldades que surgem com a idade possam ser compensadas pelo tratamento preventivo, que consiste na remoção de placa, tártaro e orientações específicas de higiene oral.

21) É verdade que o mau hálito vem da boca, e não do estômago?

Sim, na maioria das vezes. A doença periodontal (periodontite) não tratada, a higienização incorreta e pouco frequente, além de hábitos nocivos, como o cigarro e a bebida, podem desenvolver o mau hálito crônico.

22) O que fazer caso eu tenha mau hálito?

A primeira providência é consultar um periodontista, para que ele faça um exame completo de sua boca, língua e dentes, podendo assim tratá-lo ou indicá-lo para avaliação médica

23) Quais as causas do mau hálito?

Doença periodontal, cáries, diminuição da salivação, muito tempo em jejum, saburra lingual (restos orgânicos acumulados na língua), ingestão de alimentos aromáticos, problemas do organismo em órgãos como o intestino e pulmão, infecções bucais de maneira geral, ingestão de álcool e fumo.

24) Dentes apinhados ou tortos podem causar problemas na gengiva?

A gengivite causada por placa bacteriana pode se desenvolver com mais facilidade nos dentes apinhados ou tortos, pois a remoção de placa com o uso de escova e fio dentais é mais difícil.

25) É verdade que a Diabetes pode causar problemas na gengiva?

Sim, portanto as visitas periódicas ao periodontista são fundamentais para o controle desse problemas.

26) Existem outros problemas que podem surgir na boca com a Diabetes?

Sim, como a diminuição da salivação, manchas avermelhadas na mucosa, hálito cetônico(com odor de acetona), risco para a doença periodontal, mobilidade dental e cáries.

27) A doença periodontal e os problemas de gengiva podem causar doenças no coração?

Sim. As bactérias presentes na boca podem atingir a circulação sanguínea, provocando uma doença cardíaca chamada Endocardite bacteriana, que pode levar a óbito.

28) Mas não é perigoso tratar um paciente com problemas cardíacos?

O paciente cardíaco necessita de cuidados especiais, como autorização médica para tratamento odontológico, além da utilização de anestésicos sem vaso-constrictores(adrenalina) e medicação antibiótica antes das consultas odontológicas.

29) A mulher grávida pode realizar tratamento odontológico?

Sim, contanto que o dentista tome alguns cuidados, como a não-realização de radiografias e tratamentos traumáticos, como cirurgias que não sejam de urgência.

30)  É verdade que, durante a gravidez, a mulher pode desenvolver problemas na gengiva?

Sim, pois algumas alterações hormonais podem facilitar o desenvolvimento de gengivite(sangramento) e infecções bucais. Além disso, muitas mulheres tem maior dificuldade na higiene bucal, devido aos enjôos freqüentes

31) Existe alguma forma de prevenir esse problema?

Sim, durante a gravidez a mulher deve fazer revisões e profilaxias periódicas com o periodontista, para a quantidade de bactérias na boca se mantenha a menor possível.

32) As doenças na gengiva podem causar algum problema ao feto em desenvolvimento?

Sim, está cientificamente comprovado que a falta de cuidados com a higienização bucal na gravidez pode causar abortos prematuros.

33) A gengiva em alguns de meus dentes mudou de posição, e os dentes ficaram grandes e sensíveis. Existe alguma forma de melhorar esse problema?

O periodontista pode, em alguns casos, realizar uma cirurgia na gengiva, chamada de enxerto gengival. O resultado esperado é que a nova gengiva cubra o pedaço da raiz que estava exposto.

34) O tratamento com enxerto gengival é muito doloroso?

Não, pois o periodontista vai tomar todos os cuidados com relação à anestesia (local), medicação antiinflamatória antes e depois da cirurgia, além de utilizar uma barreira de proteção no local operado, chamada cimento cirúrgico, que fica colada aos dentes e gengiva por pelo menos 5 dias.

35) Eu posso me alimentar normalmente após essa cirurgia(de enxerto gengival)?

Não. Os alimentos devem ser preferencialmente moles e frios nos primeiros dias após o enxerto. Isso evita sangramento, infecções e auxilia na analgesia e cicatrização.

36) A gengiva do enxerto é tirada de onde?

O pedacinho de gengiva a ser colocado sobre a retração é removido do palato (céu da boca), pois nessa área normalmente temos uma gengiva de boa qualidade, chamada gengiva ceratinizada.

37) E o palato (céu da boca) fica desprotegido após a cirurgia de enxerto gengival?

Não. A área doadora normalmente é bem pequena e recebe uma sutura (ponto), proteção com cimento cirúrgico ou placa de acrílico, dependendo da situação

38)     Quando eu sorrio, minha gengiva aparece muito e meus dentes são muito pequenos. Existe alguma forma de melhorar esse problema?

Sim. O periodontista pode planejar uma cirurgia chamada plástica gengival, que tem como objetivo remover os excessos de gengiva e expor os dentes que estão escondidos embaixo dela.

39) A cirurgia plástica é muito dolorosa?

Não, pois todo o procedimento é realizado com anestesia local, e, se necessário, com sedação.

40) E o pós-operatório (da cirurgia plástica) é muito ruim?

De jeito nenhum, pois praticamente não há inchaço e muito menos dor, além da área operada estar protegida com o cimento cirúrgico.

41) Os piercings colocados na língua ou lábios podem causar problemas aos dentes e gengivas?

Sim, pois o contato constante desses artefatos pode causar retrações (exposição de parte da raiz do dente), o que é antiestético, e pode causar mobilidade dos dentes e sensibilidade acentuada. Além disso, os piercings na língua podem se tornar verdadeiros depósitos de bactérias, aumentando o risco de infecções.

42) Como se adquire a doença periodontal?

A doença periodontal não é contagiosa, pode se desenvolver em diversas idades e não há uma causa específica para o seu aparecimento. Normalmente o histórico familiar pode apontar para o possível desenvolvimento da doença.

43) Como saber em que etapa da vida eu posso desenvolver esse problema?

É impossível determinar, pois a doença pode ocorrer em jovens, adultos e idosos, indiscriminadamente. A única forma de prevenção e detecção da doença é a frequência ao periodontista a cada 6 meses, além dos cuidados rigorosos com a higiene bucal, cuidados com a saúde e eliminação de hábitos nocivos, como o cigarro e o álcool.

44) Esse problema é muito comum?

Infelizmente, sim. Podemos dizer que o principal problema bucal que atinge a população mundial é a doença periodontal.

45) E esse problema é grave?

Sim, é grave e silencioso. O portador da doença periodontal geralmente apresenta sintomas sutis, parecidos com os da gengivite, como sangramento eventual e mau hálito. A falta de cuidados com a higienização, o tabagismo, alcoolismo e doenças como a Diabetes podem agravar o problema de forma acentuada.

O que é ATM?

D-ATM, ou disfunção da articulação temporomandibular, é uma alteração da articulação que liga o maxilar à mandíbula que pode, por exemplo, não estar funcionando adequadamente. Essa articulação é uma das mais complexas do corpo humano, responsável por mover a mandíbula para frente, para trás e para os lados. Qualquer problema que impeça a função ou o adequado funcionamento deste complexo sistema de músculos, de ligamentos, de discos e de ossos é chamado de D-ATM. Geralmente, a D-ATM dá a sensação ao indivíduo acometido de que sua mandíbula está saltando para fora, fazendo um estalo e até travando por um instante. A causa exata desta disfunção, em geral, é impossível de ser identificada.

Quais os sintomas da D-ATM?

Disfunções de ATM apresentam muitos sinais e sintomas. É difícil saber com certeza se você tem D-ATM, porque um destes sintomas ou todos eles podem também estar presentes em outros problemas. Seu dentista poderá ajudá-lo a fazer um diagnóstico preciso, através de uma história médica e dentária completa, um exame clínico e de radiografias adequadas.

Alguns dos sintomas mais comuns de D-ATM são:

•        Dores de cabeça (freqüentemente parecidas com enxaquecas), dores de ouvido, dor e pressão atrás dos olhos;

•        Um “clique” ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca;

•        Dor ao bocejar, ao abrir muito a boca ou ao mastigar;

•        Mandíbulas que “ficam presas”, travam ou saem do lugar;

•        Flacidez dos músculos da mandíbula;

•        Uma brusca mudança no modo em que os dentes superiores e inferiores se encaixam.

Como tratar a D-ATM?

Embora não exista uma cura para a D-ATM, existem diversos tratamentos que você pode seguir para diminuir consideravelmente os sintomas. Seu dentista pode recomendar um ou mais dos seguintes tratamentos:

•        Tentar eliminar a dor e o espasmo muscular através da aplicação de calor úmido ou através de medicamentos como relaxante muscular, aspirina ou outros analgésicos comuns, ou ainda antiinflamatórios;

•        Reduzir os efeitos prejudiciais de travamento ou rangido, por meio de um aparelho,

algumas vezes chamado de placa de mordida ou “splint”. Este aparelho, feito sob medida

para sua boca, se encaixa nos dentes superiores e ao deslizar sobre os dentes inferiores

impede estes dentes inferiores de ranger contra os dentes superiores;

•        Aprender técnicas de relaxamento para ajudar a controlar a tensão muscular na mandíbula.

Seu dentista pode sugerir que você procure condicionamento e aconselhamento para

ajudar a evitar o estresse;

•        Quando partes da mandíbula são afetadas e os tratamentos não surtiram efeito, uma

cirurgia na articulação pode ser recomendada.

2 D-ATM ocorre quando a complexa articulação que movimenta sua mandíbula não funciona bem.

PERGUNTAS FREQUENTES

01) O que é bruxismo?

O bruxismo é o hábito de apertar ou ranger os dentes, principalmente durante o sono. Esta para função é mais freqüente nas mulheres do que nos homens.

02) Como posso saber se tenho bruxismo?

A maioria dos pacientes realiza este hábito inconscientemente e só tem conhecimento de que exerce esta atividade quando o parceiro que dorme junto com ele lhe fala ou depois que seu dentista menciona o fato após uma avaliação minuciosa.

03) Quais as causas do bruxismo?

O bruxismo é um distúrbio nitidamente comportamental, relacionado a problemas como ansiedade e estresse. Pode também estar relacionado a problemas de oclusão, mau posicionamento dentário, posturas de dormir, predisposição genética, problemas sistêmicos, uso de drogas como anfetaminas, álcool, distúrbios no sistema nervoso central.

04) Além do desgaste dentário, o que o bruxismo pode provocar?

Dor de cabeça, dor e fadiga muscular, dor e desconforto na ATM (articulação têmporo-mandibular), dificuldade mastigatória, estalidos na região próxima ao ouvido, dor de dente devido ao trauma e ao desgaste dentário são muito comuns em pacientes portadores de bruxismo

05) É comum os dentes ficarem sensíveis em determinadas ocasiões?

Muitos adultos têm uma sensibilidade ocasional a bebidas e alimentos quentes, frios ou doces. A sensibilidade dental pode ser causada por vários fatores. O ideal é consultar seu dentista para identificar a causa e recomendar o melhor tratamento para o seu caso.

06) O que são protetores bucais?

São artefatos usados para proteger os dentes durante a prática de esportes. São resilientes e resistentes as desgaste, não atrapalham a fala nem a respiração.

07) Para que servem os protetores bucais?

Ajudam a acer um impacto ou golpe que, sem ele, poderia causar fraturas de dentes, lesões de mandíbula e de maxila ou cortes nos lábios, na língua ou na face.

SAUDE BUCAL DAS CRIANÇAS.

Como posso ajudar meu(s) filho(s) a cuidar dos dentes e evitar cáries?Ensinar seu filho a cuidar dos dentes desde pequeno é um investimento que trará benefícios para o

resto da vida dele. Comece dando o exemplo: cuide bem dos seus próprios dentes. Isto mostra a

ele que a saúde bucal é importante. E atitudes que tornam o cuidado com os dentes algo

interessante e divertido (como, por exemplo, escovar os dentes junto com ele ou deixá-lo escolher

sua própria escova) incentivam a boa higiene bucal.

Para ajudar seu filho a proteger seus dentes e gengiva e para ajuda-lo a reduzir o risco de cáries,

ensine-o a seguir os seguintes passos:

•        Escovar pelo menos três vezes ao dia com um creme dental que contém flúor para remover a

placa bacteriana (aquela película pegajosa que se forma sobre os dentes e que é a principal

causa das cáries).

•        Usar fio dental diariamente para remover a placa que se aloja entre os dentes e abaixo da

gengiva, evitando que ela endureça e se transforme em cálculo dental. Depois que o cálculo se

forma, só o dentista pode removê-lo.

•        Adotar uma alimentação equilibrada, com pouco açúcar e amido. Estes alimentos produzem os

ácidos da placa que causam cáries.

•        Ingerir alimentos com açúcar e amido durante as principais refeições e não entre as refeições

(a saliva extra, produzida durante a refeição, evita que os resíduos alimentares se depositem

nos dentes).

•        Usar produtos que contêm flúor (inclusive o creme dental). Certifique-se de que a água que

suas crianças bebem contém flúor. Se a água não contiver flúor, seu dentista ou pediatra

poderá prescrever suplementos diários de flúor.

•        Ir ao dentista para exames regulares.

Que técnicas de escovação posso ensinar a meus filhos?

Observe seu filho escovar os dentes. Auxilie-o até que ele se habitue ao seguinte:

•        Use uma pequena quantidade de creme dental com flúor. Não deixe a criança engolir o creme

dental.

•        Use uma escova de cerdas macias e escove primeiro a superfície interna de cada dente, onde o

acúmulo de placa é geralmente maior. Escove suavemente.

•        Escove a superfície externa de cada dente. Posicione a escova em um ângulo de 45 graus ao

longo da gengiva.

Escove com movimentos para frente e para trás.

•        Escove a superfície de cada dente usada para mastigar. Escove suavemente.

•        Use a ponta da escova para limpar atrás de cada dente frontal, na arcada superior e inferior.

•        Não esqueça de escovar a língua!

2

Quando a criança deve começar a usar o fio dental?

O fio dental remove as partículas de alimentos e placa bacteriana que se instala entre os dentes e

que a escova sozinha não consegue retirar. Por isso, comece a usá-lo quando a criança tiver quatro

anos. Ao completar oito anos, as crianças já podem usar o fio dental sem auxílio dos pais.

O que é selante dental e como saber se meu filho precisa usá-lo?

O selante dental cria uma barreira altamente eficaz contra as cáries. O selante é uma película fina

de plástico (resina) aplicada à superfície dos dentes permanentes posteriores, onde a maioria das

cáries se forma. A aplicação do selante não dói e pode ser feita durante uma consulta ao dentista.

O dentista poderá informar se é recomendável fazer esta aplicação nos dentes de seu filho.

O que é o flúor e como saber se meu filho está recebendo a quantia certa de flúor?

O flúor é uma das melhores maneiras de evitar as cáries. Trata-se de um mineral natural que se

combina com o esmalte dos dentes, fortalecendo-os. Muitas empresas de distribuição de água

adicionam a quantia de flúor adequada ao desenvolvimento dos dentes. Para saber se a água que

você tem em casa contém flúor e qual a quantidade de flúor que apresenta, ligue para a empresa

de distribuição de água no seu município. Se a água que você recebe não tem flúor (ou não

contém a quantidade adequada), seu pediatra ou dentista poderá recomendar gotas de flúor ou um

enxagüante bucal, além de um creme dental com flúor.

Qual é a importância da alimentação na saúde bucal da criança?

Para que seu filho desenvolva dentes resistentes, é necessário que ele tenha uma alimentação

equilibrada. Sua alimentação deve conter uma ampla variedade de vitaminas e sais minerais,

cálcio, fósforo e níveis adequados de flúor.

Assim como o flúor é o maior protetor dos dentes do seu filho, as guloseimas são seu maior

inimigo. Os açúcares e amidos que fazem parte de vários tipos de alimentos e de bolachas,

biscoitos, doces, frutas secas, refrigerantes e batata frita combinam-se com a placa bacteriana

produzindo substâncias ácidas. Estas substâncias atacam o esmalte e podem formar cáries.

Cada “ataque” pode durar até 20 minutos, após o término da ingestão do alimento. Até as

beliscadas podem criar ataques ácidos da placa. Portanto, é recomendável não comer entre as

refeições.

O que fazer se meu filho quebrar um dente?

Em qualquer caso de ferimento na boca, você deve comunicar-se imediatamente com o dentista.

Ele fará um exame na área afetada e determinará o tratamento adequado.

Você pode dar um analgésico para evitar que a criança sofra até chegar ao consultório. Se

possível, guarde a parte quebrada do dente e mostre-a ao dentista.

No caso cair o dente em razão de um acidente, leve o dente ao dentista o mais rápido possível.

Evite tocar muito no dente e procure não limpá-lo. Coloque-o em água ou leite até chegar ao

consultório do dentista*. Em alguns casos é possível reimplantá-lo.

O que são dentes do siso?

Dentes do siso são os últimos molares de cada lado dos maxilares. São também os últimos dentes nascerem, geralmente entre os 16 e 20 anos de idade.

Como os dentes do siso são os últimos dentes permanentes a aparecer, geralmente não há espaço suficiente em sua boca para acomodá-los. Isto pode fazer com que os dentes do siso fiquem inclusos – dentes presos embaixo do tecido gengival por outros dentes ou osso. Se os dentes estão inclusos, pode ocorrer inchaço ou flacidez.

Os dentes do siso que erupcionam apenas parcialmente ou nascem mal posicionados também podem causar apinhamento e outros problemas. Como os dentes removidos antes dos 20 anos de idade têm raízes em menor estágio de desenvolvimento e causam menos complicações, recomenda-se que as pessoas entre 16 e 19 anos tenham seus dentes do siso examinados para verificar se precisam serre movidos.

Como são extraídos os dentes do siso?

A extração se faz de forma rotineira. Seu dentista pode recomendar anestesia geral ou local.

Após a extração do dente (ou dentes), você precisará morder suavemente um pedaço de gaze durante 30 a 45 minutos após deixar o consultório, para estancar qualquer sangramento que possa ocorrer.Você poderá sentir um pouco de dor ou inchaço, mas que passará naturalmente após alguns dias; no entanto, você deverá ligar para seu dentista se houver dor prolongada ou intensa, inchaço,sangramento ou febre.

A extração dos dentes do siso devido ao apinhamento ou fato de estarem inclusos no osso maxilar não afeta a sua mordida ou a sua saúde bucal no futuro.Inclusão horizontal Inclusão angular Inclusão vertical

O que é tratamento de canal?

O tratamento do canal da raiz dentária consiste na retirada da polpa do dente, que é um tecido encontrado em sua parte interna. Uma vez que a polpa foi danificada, infeccionada ou morta é removida, o espaço resultante deve ser limpo, preparado e preenchido. Este procedimento veda o canal. Alguns anos atrás, os dentes com polpas infeccionadas ou mortificadas eram extraídos. Hoje em dia, um tratamento de canal salva muitos dentes que de outra forma teriam sido perdidos.

Os casos mais comuns de polpa infeccionada ou morta são:

·        Dente quebrado

·        Cárie profunda

·        Dano ao dente, como um trauma forte, seja ele recente ou mais antigo.

Estando a polpa infeccionada ou morta, se não for tratada, pode se formar pus na ponta da raiz dentro do osso maxilar, formando um abcesso. O abcesso pode destruir o osso que circunda o dente, causando dor.

Como é tratado o canal?

O tratamento de canal é feito em várias etapas, realizadas em várias visitas ao consultório, dependendo do caso. São elas:

·        Primeiramente, é feita uma abertura na da parte posterior de um dente frontal ou na coroa de um dente posterior, molar ou pré-molar.

·        Em seguida a polpa infeccionada é removida (pulpectomia), o espaço pulpar e os canais são esvaziados, alargados e limados, em preparação para o seu preenchimento.

·        Se mais de uma visita for necessária, uma restauração temporária é colocada na abertura da coroa, a fim de proteger o dente no intervalo das visitas.

·        A restauração temporária é removida e a cavidade da polpa e canal são preenchidos permanentemente. Um material em forma de cone (flexível) é inserido em cada um dos canais e geralmente selado em posição com um cimento apropriado. Algumas vezes um pino de plástico ou metal é colocado no canal para se conseguir maior resistência.

·        Na etapa final, uma coroa é geralmente colocada sobre o dente para restaurar seu formato e lhe conferir uma aparência natural. Se o dente estiver fraturado ou muito destruído pode ser necessário colocar um pino cimentado no canal antes da confecção da coroa.

 

Qual a durabilidade de um dente restaurado?

Os dentes restaurados podem durar a vida toda quando tratados adequadamente. Devido ao fato de ainda ser possível o aparecimento de cárie em um dente tratado, uma boa higiene bucal e exames dentários regulares se fazem necessários, a fim de evitar problemas futuros.

Como não há mais uma polpa viva que mantenha o dente hidratado, os dentes com raiz tratada podem se tornar quebradiços e mais sujeitos à fratura. Este é um importante aspecto a ser levado em conta quando for optar entre uma coroa ou restauração após o tratamento de canal.

Para se determinar o sucesso ou fracasso do tratamento de canal, o método mais confiável é comparar novas radiografias com aquelas tiradas antes do tratamento. Esta comparação mostrará se o osso continua sendo destruído ou se está sendo regenerado.

PERGUNTAS FREQUENTES

01) Por que há a necessidade de um tratamento de canal?

O tratamento de canal é necessário porque algumas vezes a polpa dentro do dente torna-se inflamada ou infectada. Isto pode ser causado por uma cárie profunda, repetidos procedimentos dentários nos dentes, fratura ou rachadura do dente ou um traumatismo dental.

02) Quais são os sinais de necessidade de tratamento de canal?

Sinais a serem observados incluem dor, prolongada sensibilidade ao frio ou calor, descoloração do dente e sensibilidade ou inchaço da gengiva. Mas muitas vezes, não há sintomas, quem realmente define a necessidade de um tratamento de canal, é o endodontista, por meio de criteriosa avaliação clínico-radiográfica.

03) Sempre que um dente dói, deve receber tratamento endodôntico?

Não. Os dentes podem ter resposta dolorosa a qualquer estímulo fora do normal: substâncias ácidas, doces, frio intenso ou calor intenso. Esses sintomas são observados em dentes cariados, em dentes com o colo exposto (retração da gengiva) e em dentes submetidos a carga intensa (durante a mastigação). Nesses casos, removendo-se a causa, cessa a sensibilidade.

04) Por que meu dente precisa de um retratamento de canal?

Algumas situações indicam o retratamento de canal: dor, focos de infecção de origem endodôntica, imperfeições no tratamento anterior, recontaminação dos canais, dentre outros menos frequentes. Novo trauma, cárie profunda ou a perda ou fratura de uma restauração pode causar uma nova infecção no seu dente. Ocasionalmente o reparo esperado com o tratamento de canal anterior não ocorre devido a presença de canais não detectados ou devido a presença de bactérias no interior dos canais. Realizando os procedimentos para retratamento de canal, o endodontista pode sanar estes problemas e salvar o seu dente.

05) Como é feito o tratamento de canal?

O tratamento de canal é feito da seguinte forma: inicialmente o endodontista cria um acesso aos canais fazendo um desgaste da porção dentária que cobre a polpa radicular. Na sequência, remove a polpa inflamada ou infectada, limpa e dilata cuidadosamente o canal no interior da raiz, então obtura e sela este espaço com um material borrachóide chamado guta-percha associado a um cimento. Após estes procedimentos o paciente retorna ao clínico geral ou especialista em restauração para restaurar o dente e colocar-lhe novamente em função.

06) Em quantas sessões se faz um tratamento endodôntico?

Quando a polpa é viva e sem inflamação, uma sessão é suficiente; polpa viva e inflamada ou já morta, 2 sessões.

07) Após as sessões de tratamento, é comum sentir dor?

Não. O que pode acontecer nas primeiras 48 a 72 horas é ficar com uma sensação dolorosa decorrente da manipulação do dente, que pode ser resolvida pela administração de analgésicos, antiinflamatórios ou antibióticos, dependendo de cada caso.

08) O dente irá precisar de algum cuidado ou tratamento adicional?

Você não poderá apertar ou bater o dente tratado até que ele seja adequadamente restaurado, evitando-se possíveis fraturas. Além do procedimento restaurador você também deverá manter a adequada limpeza do dente, desta forma, ele pode durar o resto da vida.

09) Um dente já tratado pode receber novamente tratamento endodôntico? Em que casos isso é necessário?

Sim. Algumas situações indicam o retratamento de canal: novo trauma, cárie profunda ou a perda ou fratura de uma restauração pode causar uma nova infecção no seu dente, também a dor, focos de infecção de origem endodôntica, imperfeições no tratamento anterior, recontaminação dos canais, dentre outros menos frequentes. Ocasionalmente o reparo esperado com o tratamento de canal anterior não ocorre devido a presença de canais não detectados ou devido a presença de bactérias no interior dos canais. Realizando os procedimentos para retratamento de canal, o endodontista pode sanar estes problemas e salvar o seu dente.

10) Este tratamento é completamente eficiente?

Sim, desde que bem executado e que os outros procedimentos que reconstituirão o dente - como restauração, coroas, blocos, tratamento gengival, dentre outros - também sejam bem executados.

11) O dente morre depois do tratamento?

Não, pois todo o suporte desse dente permanece vivo: osso, membrana periodontal (fibras que fixam o dente ao osso) e cemento (camada que recobre as raízes). O inconveniente é que, como é a polpa que confere sensibilidade ao dente, se o mesmo for novamente atacado por cárie, isso não será percebido devido à ausência de sensação dolorosa. Outro possível problema é que o dente torna-se mais frágil, e isso deve ser levado em conta no momento da execução da restauração definitiva, que, nesse caso, deve ter características diferentes.

12) Sempre que se trata o canal o dente escurece?

Não. O que acontece é a perda do brilho, o que dá um aspecto levemente mais amarelado. O escurecimento acentuado só acontece quando o dente sofre uma hemorragia ou mortificação pulpar antes do tratamento ou, então, por erro técnico.

13) O que poderá ocorrer se o tratamento endodôntico não for realizado?

Poderá se desenvolver uma lesão na região apical (infecção na raiz e nos tecidos vizinhos), que poderá ter conseqüências mais sérias, como dor intensa, inchaço, febre e bacteremia (bactérias na corrente sangüínea). A única solução, a partir daí, poderá ser a extração do dente.

14) Uma infecção na raiz pode prejudicar a saúde?

Sempre que há infecção na raiz e lesão óssea visível na radiografia significa que a polpa está infectada com bactérias no interior do canal. Essa inflamação óssea pode permanecer por vários anos sem causar dor e danos à saúde, pois o sistema de defesa do nosso organismo está sendo capaz de neutralizar as toxinas liberadas pelas bactérias. Entretanto, quando ocorre queda da resistência orgânica, esses microorganismos podem desencadear uma inflamação aguda no osso, acompanhada de dor e edema (inchaço), além de ocorrer penetração das bactérias na corrente sanguínea (bacteremia). Porém, felizmente, em pessoas saudáveis sem complicações de ordem sistêmica, essas bactérias circulam por todo o corpo e são eliminadas pelas células de defesa em poucos minutos.

15) Pode voltar a doer um dente com canal tratado?

O tratamento de canal tem um alto índice de sucesso, mas, em alguns casos, o dente pode voltar a doer por diversos motivos: falha do tratamento anterior; quebra ou ausência da restauração do dente com canal tratado, com conseqüente recontaminação do canal; restauração inadequada; problemas periodontais, oclusão desbalanceada; etc.

16) Por que meu dente precisa de uma cirurgia parendodôntica (cirurgia de canal)?

Algumas vezes o problema de canal não pode mais ser sanado apenas pela via convencional. Nestes casos a cirurgia está indicada para remover a infecção dos canais e do osso adjacente (leões ósseas infecciosas). Estão incluídas nestas situações casos com canais calcificados, desviados de sua trajetória original, com instrumentos fraturados ou perfurações radiculares, ou quando a restauração não pode ou não deve ser removida.

17) Por que ocorre essa lesão infecciosa na ponta da raiz?

Nessa região da raiz, existe um orifício pelo qual passam vasos e nervos que vão nutrir a polpa dentária. Quando a polpa está infectada, a região do ápice também poderá estar infectada e aí se forma um processo inflamatório ou infeccioso.

18) Essa lesão causa dor?

Nem sempre. Muitas vezes, ela é assintomática, de desenvolvimento gradual e lento, provocando destruição óssea da região. Na maioria das vezes, apenas com a radiografia essa lesão poderá ser percebida.

19) Não há outros recursos? Tomar antibióticos resolve?

A prescrição de antibióticos em determinadas circunstâncias é um bom auxiliar para mascarar a dor. Porém, a intervenção cirúrgica é necessária para a cura completa. Através dela, removem-se tecidos contaminados que estão fora do alcance das medicações.

20) O dente ficará menos resistente a forças mastigatórias?

Não. Ficaria menos resistente se a lesão progredisse em volta da raiz, por falta de tratamento.

21) É uma cirurgia complicada?

Seria mais adequado falar que é uma cirurgia delicada e não uma cirurgia complicada, pois não existe grande manipulação dos tecidos.

22) Quem faz a cirurgia parendodôntica?

Todos os cirurgiões-dentistas estão aptos a realizarem a cirurgia. No entanto, o endodontista tem maiores conhecimentos sobre a anatomia dos canais para detectar as causas do problema que indicaram a cirurgia, atuando sobre elas e eliminando suas consequências.

23) Como é feita a cirurgia parendodôntica?

A cirurgia parendodôntica consiste basicamente em levantar a gengiva adjacente ao dente em questão, remover o osso que recobre o ápice de suas raízes bem como todo tecido inflamado ou infectado que ali está presente. Em algumas situações todos os procedimentos de um tratamento de canal convencional devem ser realizados durante a cirurgia pela via retrógrada (pela ponta da raiz). Ao final a gengiva é novamente suturada (pontos) em posição. No decorrer de 6 meses a um ano o osso ao redor das raízes cicatriza.

24) A cirurgia parendodôntica dói?

A cirurgia parendodôntica não é um procedimento muito invasivo e, portanto, é realizado apenas com a anestesia local odontológica de rotina, sem gerar grandes desconfortos para o paciente. Medicações apropriadas são utilizadas no pré e pós-operatório para evitar dores após a cirurgia.

25) Quais as chances de sucesso da cirurgia parendodôntica?

Na quase totalidade dos casos o sucesso da cirurgia pode ser garantido, no entanto, algumas situações como as fraturas radiculares deixam os resultados da cirurgia mais sombrios. Além disso, não podemos esquecer que devemos contar com o colaboração da resposta orgânica de cada indivíduo, que é muito variável e imprevista, variando de caso para caso.

26) Qual a finalidade de se colocar um pino dentro do canal radicular?

O propósito de se colocar um pino no interior dos canais radiculares é proporcionar resistência e retenção à restauração ou coroa a ser confeccionada, permitindo a cimentação de coroas de porcelana ou evitando-se fraturas de remanescentes da coroa danificada..

27) Quando é necessário cimentar um pino intra-canal?

Existem basicamente duas situações que indicam a cimentação de pinos intra-canais: A ausência de coroa (quando existe apenas a raiz do dente): para que seja possível obter retenção para a coroa de porcelana; O desgaste excessivo da coroa: para que a resistência da coroa seja implementada, eviatando fraturas futuras;

28) Quando é necessário substituir um pino intra-canal?

Desta forma está indicada a substituição do pino quando este apresentar-se curto, cariado em seu entorno ou em casos de retratamentos de canal. Quando o preparo para pino e sua cimentação são bem feitos e caso não haja necessidade de retratar o canal ou recidiva de cáries, o pino dura enquanto durar o dente. Um pino intra-canal para que seja considerado ideal deve atingir cerca de 2/3 do comprimento da raiz sem desgastá-la excessivamente na sua largura, evitando-se as fraturas na maioria das vezes.

IMPLANTE DENTARIO

O que são implantes dentários?Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Como funcionam os implantes dentários?

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais.

Dentaduras parciais e próteses montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação ou a fala. Esta segurança ajuda as dentaduras parciais e pontes, – assim como coroas individuais colocadas sobre implantes, que proporcionam uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.

Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis ou até inviáveis, devido a pontos doloridos, ápices alveolares pouco pronunciados ou aparelhos. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente. Uma vantagem dos implantes é não ser necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar.

Para receber um implante, é preciso que você tenha gengivas saudáveis e ossos adequados para sustentá-lo. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis. Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes.

Os implantes são, em geral, mais caros que outros métodos de substituição de dentes e a maioria dos convênios não cobre seus custos.

A Associação Dentária Americana considera seguros dois tipos de implantes. São eles:

•        Implantes ósseo integrado – estes são implantados cirurgicamente diretamente no osso maxilar. Uma vez cicatrizada a região da gengiva que o circunda, uma segunda cirurgia é necessária para conectar um pino ao implante original. Finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao pino, individualmente, ou agrupado em uma prótese fixa ou dentadura.

•        Implantes subperiósticos – consistem numa estrutura metálica que é encaixada sobre o maxilar bem abaixo do tecido da gengiva. Assim que a gengiva cicatriza, a armação tornase fixa ao maxilar. Pinos, que são ligados à armação, projetam-se através da gengiva.

Assim como no implante ósseo integrado, dentes artificiais são, então, encaixados nos pinos.

Qual a durabilidade dos implantes?

Os implantes em geral duram de 10 a 20 anos, dependendo da sua localização e da colaboração do paciente em fazer uma boa higiene bucal e de suas visitas regulares ao dentista. Por sofrerem mais estresse e serem mais utilizados, os implantes dos molares não costumam durar tanto tempo quanto os implantes localizados na parte frontal de sua boca.

2 Implantes Dentários

Os pinos são colocados cirurgicamente sob a gengiva.

Dentes artificiais, agrupados em uma ponte, são encaixados nos pinos.

Os implantes oferecem um encaixe bastante estável e firme.

Implantes servem de base para dentes substitutos isolados.

PERGUNTAS FREQUENTES.

01) O que é o implante dentário?

O implante dentário é um pequeno pino confeccionado em titânio puro, com roscas externas semelhante a um parafuso. Este pino de titânio é instalado cirurgicamente dentro do osso maxilar ou mandibular para funcionar como uma raiz dentária; sobre o implante dentário, será fixada uma coroa protética e, dessa forma, substituir os dentes perdidos.

02) Onde são fabricados os implantes dentários?

Existem empresas que fabricam implantes dentários praticamente em todas as partes do mundo. Devido a um maior tempo de pesquisa e investimento, os Estados Unidos e a Europa e principalmente a Suécia, são considerados os maiores centros de produção e introdutores de novidades e evolução em implantes dentários no mundo.

03) Qual é o tamanho de um implante dentário?

Os implantes dentários podem variar em diâmetro e comprimento. Assim sendo, os fabricantes procuram desenvolver uma grande variedade de medidas para adequar seus implantes dentários a cada situação. No diâmetro, esta variação pode oscilar entre 3 e 6 mm e no comprimento, esta variação é ainda maior; existem implantes dentários de 5 até 18 mm ou mais. Dependendo da altura e espessura óssea dos maxilares, maior diâmetro ou comprimento poderão ser planejados para a instalação, melhorando, desta forma, sua capacidade de suporte das coroas.

04) De que são feitos os implantes dentários?

Todos os implantes dentários existentes hoje no mercado são confeccionados de um metal chamado titânio; este metal é usado com muita freqüência na área médica, principalmente em ortopedia. O titânio não sofre corrosão quando inserido no corpo humano e por esta razão não sofre a rejeição imunológica; cientificamente é classificado como um material biologicamente compatível.

5) O que é um especialista em implantes dentários?

Como existem especialistas em áreas de tratamento de gengivas (periodontistas) ou de crianças (odontopediatras) por exemplo, existem especialistas em implantes dentários que são igualmente normatizados e regulamentados pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO)como especialistas em instalação de implantes dentários e confecção de próteses sobre implantes dentários. Estes, depois de cursarem a faculdade de Odontologia, fazem um outro curso com mais de 1.000 horas de carga horária e dois anos de duração, exclusivamente voltado ao conhecimento dos implantes dentários e dos procedimentos ligados à Implantodontia.

06) Os implantes dentários podem ser colocados em outras partes do corpo?

Sim, em cirurgias realizadas por médicos ortopedistas. Estes implantes dentários também são de titânio, similares aos implantes dentários realizados na boca, variando na forma e tamanho. São colocados em outras regiões do corpo com finalidades protéticas parecidas com as dentárias. São colocados, por exemplo, no processo mastóide (osso atrás da orelha) para segurar próteses auriculares, outros no orbital para sustentar próteses oculares e também no osso facial para fixação de próteses nasais. Fora da cabeça, implantes dentários também estão sendo colocados nas falanges remanescentes de dedos perdidos, com propósito de fixação de prótese com dedos artificiais.

07) O que é osseointegração?

O titânio, material de que é feito o implante dentário, adere ao tecido ósseo, produzindo uma ligação biológica entre o osso e o titânio, conhecida como osseointegração.

08) E quanto aos pacientes que não possuem quantidade de osso adequada para receberem implantes dentários?

Estes pacientes são submetidos a um outro procedimento cirúrgico denominado enxerto ósseo, que busca aumentar a altura ou a espessura do osso no local da cirurgia, permitindo a instalação do implante dentário09)

9) O que é uma cirurgia de enxerto ósseo?

Um enxerto ósseo é um procedimento cirúrgico para acrescentar altura ou largura ao osso maxilar e/ou mandibular, visando aumentar seu volume para colocação de um implante dentário em regiões que seriam inviáveis para tal prática. Eles podem ser feitos em uma cirurgia prévia à implantação e, nesse caso, os implantes dentários serão colocados após um período de cicatrização óssea de 6 a 12 meses. Quando possível, o enxerto ósseo é realizado na mesma cirurgia de colocação dos implantes dentários.

10) Quanto tempo demora o tratamento?

O tempo de conclusão varia de caso para caso. Após a colocação, os implantes dentários permanecem em repouso por um período que varia de 2 a 6 meses para que ocorra o fenômeno da osseointegração (adesão do titânio ao osso); após este período os implantes dentários são descobertos e uma prótese dentária é conectada ao implante dentário. Em alguns casos específicos, a prótese pode ser instalada já no dia da cirurgia de colocação do implante dentário, realizando, assim, a carga imediata.

11) Eu vou ficar sem dentes durante o tratamento?

Durante o seu tratamento com implantes dentários, o dentista terá condições de colocar em você uma prótese provisória, que será usada durante o período de cicatrização dos implantes dentários. Freqüentemente é possível ter um dente provisório fixo.

12) É necessário realizar algum tipo de tratamento antes de colocar os implantes dentários?

Em alguns casos, sim. Deve-se eliminar qualquer processo infeccioso pré-existente na cavidade oral, ou seja, tratamento periodontal (gengival), extração de dentes com focos de infecção, bem como tratamentos endodônticos (canais) devem ser realizados anteriormente à implantação. Todos esses aspectos fazem parte de um planejamento inicial realizado pelo profissional, que deve ser discutido abertamente com o paciente, antes do início do tratamento.

13) Quais os riscos de uma cirurgia de implantes dentários?

Quando a cirurgia é executada com a técnica correta , os riscos são mínimos. A cirurgia é feita, normalmente, com anestesia local e são muito mais simples que outros procedimentos cirúrgicos odontológicos, como a extração de um dente incluso, por exemplo. O pós-operatório é muito bom e a maioria dos pacientes não relata qualquer incômodo maior.

14) Instalar implantes dentários causa alguma dor?

Não. Obviamente trata-se de um procedimento cirúrgico e pode ocorrer certo edema (inchaço), especialmente nos primeiros dias de pós-operatório. O edema é proporcional ao porte da cirurgia. Cirurgias de enxerto ósseo costumam provocar maior edema. Entretanto, existem medicações específicas para o controle da inflamação pós-operatória, assim como antibióticos (remédios que combatem infecção) e analgésicos, que o cirurgião poderá prescrever em caso de necessidade

15) Para se fazer um implante dentário é necessário internação?

Não. Após adoção de um elenco de medidas no tocante à assepsia, por parte dos profissionais que se dedicam a Implantodontia, a colocação de implantes dentários em consultórios preparados para este fim é tão segura quanto à realizada em hospitais. As cirurgias em ambiente hospitalar faziam com que se associasse a idéia de altos custos à colocação dos implantes dentários.O Implante é uma manobra rotineira que se enquadra dentro do dia-a-dia do consultório dentário.

16) Podem existir complicações relacionadas aos implantes dentários?

A principal complicação é a periimplantite, que é a doença que acomete o osso e a gengiva ao redor do implante dentário. Os implantes dentários, assim como os dentes e gengivas, têm de ser muito bem limpos, utilizando-se os dispositivos (fio dental e escova dental) recomendados pelo seu cirurgião-dentista. Outras complicações são a fratura ou o afrouxamento dos pequenos parafusos que prendem as próteses. Fraturas de implantes dentários são raras de ocorrer, e quando acontecem, estão relacionadas a planejamentos de tratamento inadequados ou a implantes dentários colocados em posições desfavoráveis. O mais importante é o comparecimento regular do paciente às consultas de manutenção para prevenir ou diagnosticar precocemente qualquer alteração.

17) Devo ter cuidados especiais com os implantes dentários?

Os implantes dentários requerem os mesmos cuidados básicos que temos com os dentes naturais, ou seja: saúde do paciente; escovação adequada e uso diário de fio dental; bochechos com solução antisséptica diária; cumprir rigorosamente as instruções do dentista, específicas ao seu caso; visitas periódicas ao dentista (4 a 6 meses).

18) Existem dispositivos especiais para higienização?

Sim existem muitos dispositivos que ajudam na limpeza das próteses sobre implantes dentários em regiões ou áreas onde a escova dental comum tem difícil acesso. São eles: o fio ou fita dental, o superfloss (que é um tipo de fio dental compassador acoplado), as escovas unitufo e interdentais e alguns enxaguatórios bucais que deixarão sua boca mais agradável e sadia. Podemos citar também os jatos d’água (water pik)e as escovas elétricas. O dentista vai recomendar os tipos de dispositivos indicados para auxiliar a limpeza bucal de acordo com o risco periodontal de cada paciente.

19) O que é periimplantite?

A periimplantite é uma condição patológica caracterizada pela inflamação do tecido mole ao redor dos implantes dentários, sangramento, supuração e rápida perda óssea. Essa doença se estabelece em resposta a uma colonização de bactérias patógenas semelhantes em muitos aspectos à periodontite, que causa a perda dos dentes.

20) Existe perigo de rejeição do implante dentário?

A taxa de sucesso dos implantes dentários osseointegráveis é alta, havendo diversos estudos científicos comprovando sua eficácia, mesmo após décadas em função mastigatória. Existe, porém, uma possibilidade pequena de perda do implante dentário (não ocorrência da osseointegração), em torno de 2 a 3% dos casos, normalmente logo após o período de instalação do implante dentário. Nesses casos o implante dentário é removido facilmente, podendo um novo implante dentário ser recolocado no local

21) Pacientes fumantes podem fazer implantes dentários?

O tabagismo pode prejudicar a cicatrização adequada de um implante dentário. Experiências na área de tratamento das gengivas têm mostrado que os fumantes, principalmente os que fumam em excesso, têm uma reabsorção maior, desde que tenham doença periodontal. Entretanto, isso não impede que fumantes tenham implantes dentários instalados e

Tempo de garantia ou validade: 6 meses

  Perguntas e Respostas  

Antes de comprar, tire suas dúvidas sobre esta oferta. Antes de fazer sua pergunta, veja abaixo se outros consumidores já tiveram a mesma dúvida que você respondida pela loja.

  • Vocês aceita o convênio BRADESCO DENTAL? (15/01/2017 19:07:45)
    nao atendemos (23/05/2017 22:16:30)

  • voces aceitam covenio para fazer implantes dentario ( bredesco saude) (13/09/2016 22:33:48)
    Não executamos esse procedimento pelo convenio (16/09/2016 00:04:52)

  • quantoestaotratamentodecanalnodenteincisivolateralsuperior............etambemgostaria desaberopreçodacoroadee porcelana dedentecaninosuperirioreincisivo (02/04/2016 12:28:31)
    O valor vaia de quantidade de condutos. FR R$ 350,00 a R$ 550,00- Parcelamos em ate 4x sem juros no cartão. ch ou boleto (03/04/2016 01:46:09)

  • quantoestaotratamentodecanalnodenteincisivolateralsuperior............etambemgostaria desaberopreçodacoroadee porcelana dedentecaninosuperirioreincisivo (02/04/2016 12:26:33)
    Para 1 consduto R$ 350,00 e a coro de porcelna R$ 1100,00 sendo que podemos dividir em ate 6x sm juros no cartão, ch ou boleto. http://clinicamood.com.br/home/tratamentos/endodontia/ (07/04/2016 22:11:46)

  • dentista fez canal,porém não tratou a carie,meu dente está quebrado e a massa caiu já tem algum tempo,enfim tenho uma crátera enorme aberta.Passei em 2 clínicas e me informaram que só realizariam a extraão se fizesse o implante na clinica.Detalhe o meu convênio bradesco cobre extração na clinica,achei um absurdo e estou com processo contra clinica.Rescentemente ele começou a latejar e ta dificíl achar um profissional descente aqui em Guarulhos,desculpe-me pelo desabafo.O número do dente não tenho certeza na época foi indicado tratamento nos dentes 15 e 36 (é o segundo dente após o famoso dente canino,dente de vampiro do lado direito kkkkkkk),espero ter ajudado a ter idéia de qual dente falo....Me ajudem por favor já não sei onde procurar ajuda mais. (25/01/2016 22:33:07)
    Somente com um RX para que possamos verificar a situação do dente, para que possamos colocar uma coroa no dente caso tenha raiz. Para agendar 11 2409-9155 /2358-8889 - http://clinicamood.com.br/home/tratamentos/endodontia/ (12/02/2016 00:28:09)

  • Boa tarde eu tenho uma filha de 6 anos e ela está com um dente com caries dente do fundo e tá tão fundo o buraco q está com dor mas não deixa nenhum dentista fazer o tratamento me indicarão um especialista com crianças e talvez cheirinho que aí com a criança dormindo talvez ela deixe fazer o tratamento nessesario vc fazem ou tem algum especialista na região de guarulhos p me indicar,estou desesperada. (24/01/2016 15:26:07)
    Esse cheirinho é Oxido Nitroso. Procure no Google em Guarulhos quem tem esse equipto. (10/02/2016 23:53:51)

  • Boa tarde eu tenho uma filha de 6 anos e ela está com um dente com caries dente do fundo e tá tão fundo o buraco q está com dor mas não deixa nenhum dentista fazer o tratamento me indicarão um especialista com crianças e talvez cheirinho que aí com a criança dormindo talvez ela deixe fazer o tratamento nessesario vc fazem ou tem algum especialista na região de guarulhos p me indicar,estou desesperada. (24/01/2016 15:25:56)
    (24/01/2016 18:35:16)

  • Boa tarde eu tenho uma filha de 6 anos e ela está com um dente com caries dente do fundo e tá tão fundo o buraco q está com dor mas não deixa nenhum dentista fazer o tratamento me indicarão um especialista com crianças e talvez cheirinho que aí com a criança dormindo talvez ela deixe fazer o tratamento nessesario vc fazem ou tem algum especialista na região de guarulhos p me indicar,estou desesperada. (24/01/2016 15:25:32)
    Atendemos crianças, porem não temos oxido nitroso. Para agendar 11 2409-9155-2358-8889 com Dra. Silvia (24/01/2016 18:35:05)

  • Boa tarde, voces atendem Aesp Odonto? (09/01/2016 18:22:33)
    Sim, atendemos para agendar 11 2409-9155 ou 2325-8889 (24/01/2016 18:33:20)

  • Olá tenho o plano amil dental e gostaria de saber se vcs fazem extração e se o plano cobre Obs, não é dente do ciso (07/01/2016 01:42:00)
    Sim executamos para agendar 11 2409-9155 / 2358-8889 (07/01/2016 09:28:33)

  • Meu convenio é Cruz Azul gostaria de saber o valor da consulta.Problema PERIODONTO......... (03/01/2016 15:35:28)
    Não atendemos esse convenio, não cobramos avaliação para agendar 11 2409-9155 (03/01/2016 20:28:51)

  • Boa noite!Estou com abcesso no dente a tempos inclusive perdi um dente e o abcesso passou para esse que citei.O dentista abriu disse que tratou o dente ,só que o abcesso está presente nas radiografias e na tomografia.Ele diz que tenho que arrancar para colocar implante,como já perdi um dente não gostaria de perde outro,infelizmente esse dente está me deixando doida,fiquei internada to mando medicações fortes para outros problemas e no laudo a médicadiz que tenho que procurar um dentista pra resolver tirar esse abcesso.Sóque o dentista não quer tirar e sim extrai o dente.Não sei o que faço para resolver esse problema,não confio no dentista,pois esse problemaé de anos e ele só me enrolando.Por favor me ajudem.Tenho convênio bradesco.Grata pela atenção (30/11/2015 00:36:46)
    ok, atendemos o convenio Bradesco, ligar para agendar 11 2461-0044/2464-9106 com Dra. Mariana Galves (03/01/2016 20:32:10)

  • Olá, tenho dois dentes a serem extraídos. Um siso semi incluso, e um supra numerário. Tenho convênio odontológico da SulAmérica, e gostaria de saber se vocês fazem esse tipo de trabalho.E se fazem pelo convenio. Grata, Michely (24/09/2015 12:14:09)
    Atendemos pelo sulamerica, porem não fazemos extração do siso pelo convenio (25/09/2015 12:14:28)

  • qto esta custando um raio x panoramico da boca com laudo? (14/09/2015 09:08:51)
    Não fazemos RX panoramico, procure a Cury Odontologia - Guarulhos. E necessario verificar que tipo de laudo vc necessita para qual tratamento ? (14/09/2015 22:25:50)

  • Presiso fazer uma coroa no dente 36 e limpeza. meu convenio é odontorev; vc fazem ? (10/09/2015 21:10:46)
    A limpeza ok, porem não fazemos protese pelo convenio, (14/09/2015 22:24:04)

  • Presiso fazer uma coroa no dente 36 e limpeza. meu convenio é odontorev; vc fazem ? (10/09/2015 21:10:35)
    Nfazemos somete a limpeza a protese não fazemos pelo convenio. (10/09/2015 23:26:59)

  • Vocês fazem tratamento de canal (cárie profunda) com sedação. Tenho odontofobia. Favor entrar em contato. Estou com muita dor. (24/06/2015 12:00:19)
    Sim fazemos canal porem sem sedação. (24/06/2015 12:19:25)

  • Eu gostaria de saber se voces realizam colocacao de protese e se fazem extração do dente pelo convenio? Meu convenio e porto seguro. (29/04/2015 22:01:10)
    PROTESE não/ e cirurgia simples ou residual sim -/ Do dente do SISO não estamos sem a especialidade de Buco Maxilo. Obrigado por nos consultar (06/05/2015 16:10:28)

  • Meu convenio e porto seguro bronze, gostaria de saber se vcs realizam a colocação de Prótese fixa e se fazem extração De dente do ciso pelo convenio.? (29/04/2015 21:54:38)
    (29/04/2015 23:28:00)

  • Meu convenio e porto seguro bronze, gostaria de saber se vcs realizam a colocação de Prótese fixa e se fazem extração De dente do ciso pelo convenio.? (29/04/2015 21:48:20)
    Não atendemos essas especialidades pela Porto Seguro. Ligue no seu convenio e peça indicação de clinicas. (29/04/2015 23:27:04)

  • Tenho plano Bradesco (ESSENCIAL DENTAL), gostaria de saber se aceita ? (09/04/2015 00:29:07)
    sim, clinic acentro de guarulhos - ligar para agendar 11 24649106/24610044 (09/04/2015 17:50:18)

  • Tenho plano Bradesco (ESSENCIAL DENTAL), gostaria de saber se aceita ? (09/04/2015 00:29:00)
    Sim, aceitamos - para agendar e só ligar 11 2464-9106/2461-0044 (09/04/2015 08:47:53)

  • olá,gostaria de fazer manutenção em uns implantes que tenho a 6 anos são 6 pinos com a próteses fixa não quero mais fixa tem como mudar para outro tipo para fazer a limpeza melhor a higiene desta que tenho é muito complicada de fazer.. (22/01/2015 04:25:05)
    necessitamos avaliar pessoalmente agenda um horario 23588889 (23/01/2015 12:25:43)

  • Minha placa de bruxismo quebrou gostaria de saber se voces fazem (19/12/2014 23:27:47)
    fazemos sim e so agendar um horario para moldar e mandamos confeccionar 2358-8889 ou 2409-9155 (05/01/2015 13:22:50)

  • Eu tenho o plano bradesco dental,gostaria de saber se vocês cobrem aparelho ou se tenho que pagar alguma coisa por fora?? (03/09/2012 11:00:54)
    Aceitamos o Bradesco, onde não tem custo adicional. Vc precisa ligar no bradesco e verificar se seu plano cobre ortodontia. Para agendar 11-2409-9155 (05/09/2012 15:54:41)

  • TENHO UM DENTE ESCONDIDO NA GENGIVA, DESCOBRI COM UM RAIO X, ESTOU COM MEDO DA CIRGUGIA, MAS PRECISO INFORMAÇÕES POIS DÓE MUITO A NOITE.... (06/08/2012 15:31:02)
    Isso é normal, onde pode ser corrigido com aparelho. Não cobramos consulta é so ligar 11-2409-9155 (06/08/2012 16:39:25)

  • O meu plano cristal empresa cobrecoroa de porcelana para meu dentemeu dente (31/01/2012 21:58:49)
    Caro, A resposta tem que ser dada em seu plano odontologico, não podemos responder pelo seu contrato. (02/02/2012 19:17:22)

  • Eu extrair um dente,o penúltimo inferior,há um mês e 10 dias. Então desde da extração mal consigo abrir a boca,um pouco menos que dois dedos, e não consigo colocar a língua para fora da cavidade oral. Se eu forçar dói bastante. E a dentista fez 5 aplicações da anestesia(4nodente ou alguma região bem perto dele e a ultima entre agengiva e a bochecha abaixo do dente a ser extraido e esta doeu mais que as 4 primeiras), e não passou nenhum antiflamatório. A minha face esta inchada do lado onde o dente foi extraido. Foi um erro do profissional? O que devo fazer? É algo muito serio? Quem devo procurar? (23/03/2011 19:12:39)
    Deve procurar um novo profissional para dar um dagnostico, analisar e tirar um RX (23/03/2011 21:40:16)

  • como faco pr saber se a minha autirizacào inicial de tratamento foi aceito pois ja mandei 5 e não me responderam (26/01/2011 11:38:41)
    E so ligar para 11-24099155 e dizer seus dados. (26/01/2011 11:49:33)

  • Quanto tempo usarei aparelho fixocom o siso estando numa posição que pode ajudar a preencher o espaço deixado pela extração do primeiro molar e sabendo que além desse espaço,tenho que preencher uma pequena abertura entre os dentes superiores da frente? (01/01/2011 01:34:17)
    DEpende da Tecnica a ser utilizada de 6 meses a 12 meses (04/01/2011 08:40:59)

  • O siso pode ajudar a preencher o espaço deixado pela extração de um primeiro molar com o uso do aparelho fixo? (26/12/2010 22:51:07)
    Somente com avaliação de RX Panoramico para verificação da posição do Siso. Para consulta é só ligar 11-24099155 (30/12/2010 13:18:43)

  • O QUE EU POSSO COMER APOS A CIRURGIADE EXERTO E EU VOU FICAR SEM A PROTESE, POR QUANTO TEMPO? (25/11/2010 21:50:42)
    Infelismente não podemos responder sem que possamos der mais detalhes do prodedimento efetuado. desculpe (25/11/2010 21:57:31)

Os campos Pergunta e Termo de uso são obrigatórios. Preencha o campo Email para ser avisado que sua pergunta foi respondida.

Pergunta
Email
Termo de uso
  Institucional   Site de Compras GuarulhosTemCopyright © 2004-2021
GuarulhosTem®
Associação Comercial e Empresarial de GuarulhosEsta loja é filiada à Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos
  Parceiros   Associação Brasileira de Comércio Eletrônico